fbpx

Mudança requer treino!

Quando iniciamos um processo de mudança – qualquer que seja ele: emagrecimento, praticar esportes, ser mais otimista, parar de fumar, ter mais equilíbrio emocional, entre tantas outras mudanças possíveis – há uma tendência de cobrança por parte, principalmente, de nossos familiares e amigos.

Como vocês sabem, eu estou em um grande processo de mudança, e vira e mexe sou cobrada pelas pessoas. Basta eu ficar desanimada ou mau humorada por um minuto e pronto: nossa, mas cadê a nova Milena? Cadê a Milena Coach? Cadê a Vida Extraordinária? E por aí vai…

É como se eu tivesse que ser perfeita, não pudesse mais ficar triste, mau humorada, irritada, etc.

Entre tantas outras coisas, com o coaching adquiri/aprendi um controle emocional muito forte. Mas isso não quer dizer que sou (ou que serei) perfeita. Tenho dias bons e ruins como todo mundo. A vantagem é que hoje eu sei reconhecer de maneira muito eficiente quando algo está saindo do controle, quando estou deixando me levar por uma onda negativa, ou quando não estou respondendo de forma apropriada a alguma situação. Além disso, hoje tenho estratégias que consigo aplicar de forma bastante rápida para não me deixar entrar numa “vibe” ruim.

É o que eu sempre digo para os meus coachees: o processo de mudança é como um treino de musculação (ou de corrida, ou seja lá o esporte que faça mais sentido para você). Não é porque você fez um treino de musculação que no dia seguinte você vai acordar forte e vai ficar assim para o resto da vida. Você precisa treinar regularmente, com constância, e fazer ajustes de acordo com o seu objetivo.

E aí, tem dia que você fará um treino perfeitinho. Outros dias, o treino não vai encaixar, vai ser sofrido, você vai fazer xingando até a última geração do seu treinador. Tem dia que você aguenta fazer exercícios com 60 kgs. E tem dia que 10 kgs é demais.

Então, gente, é isso: não esperem perfeição de um processo de mudança. Não se cobrem e não se permitam serem cobrados.  Vamos ter altos e baixos, sim. A diferença, no meu ponto de vista, é que teremos bem menos baixos, teremos plena consciência do que porque estamos no baixo, e nos levantaremos muito mais rápido desses baixos, porque sabemos identificar as soluções! E, principalmente, porque sabemos que só nós mesmos podemos nos tirar desses baixos!

A chave é ter constância e persistência, e ter sempre em mente o motivo dessa mudança, que é o nosso objetivo final!!!

Uma semana extraordinária para todos!!!

coaching, emoções, equilíbrio emocional, life coach, life coaching, mudança, treino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por Agência BMC