fbpx

Você se prepara para as oportunidades?

Vira e mexe ouço alguém se lamentando sobre a falta de oportunidades: é o mercado que está difícil, é a ausência de entrevistas mesmo com o perfil certo para a vaga, é a falta de reconhecimento do líder/da empresa, é a promoção que não vem, é a ausência de concursos públicos, e por aí vai…

Um adendo antes de prosseguir: tenho televisão em casa e leio jornais todos os dias. Portanto, tenho conhecimento da situação em que o Brasil se encontra, níveis de desemprego, dificuldades do mercado, falta de concursos públicos, suspensão de bolsas de pesquisadores e o resto todo da história. Mas continua lendo que você vai entender meu ponto, prometo.

Dito isso, quero fazer uma provocação: o quanto as pessoas realmente estão se preparando e/ou criando as suas próprias oportunidades?

Cena clássica nas empresas: a pessoa entra na empresa com gás total, cheia de energia, dando mil ideias, fazendo acontecer, entregando resultados! Está interessado/engajado, faz vários cursos complementares, vai atrás de pós-graduação, participa de todos os eventos que pode. De repente, bum, entra na sua zona de conforto. Não quer mais sair da cadeira para ir a um evento. Não faz mais nenhum curso. Estagna. E reclama que o chefe não dá oportunidade. Talvez você conheça alguém assim. Talvez até intimamente.

Agora eu te pergunto: quando surgir uma oportunidade, ela vai estar preparada? É nessa pessoa que o líder/empresa vai pensar? Muito provavelmente não!

Na semana passada, tive oportunidade de conversar com duas pessoas que relataram sobre a escassez de concursos públicos. Fiz duas perguntas: i) qual o seu plano B, C, D e E? ii) você está se preparando para um concurso que possa surgir daqui a 6 meses? Nos dois casos, a resposta foi não para as duas perguntas.

Vocês conseguem perceber onde quero chegar? Me parece ser muito mais cômodo pras pessoas se esconderem atrás de reclamações sobre a falta de oportunidades do que se mexerem, se prepararem pras oportunidades, criarem as suas próprias oportunidades.

E vamos combinar, reclamar não é a solução para nada nessa vida, né?

Então, minha gente, que tal começarmos a agir ao invés de reclamar? Isso vale principalmente para quem está empregado e insatisfeito. Pare de reclamar e faça uma autoavaliação: você está realmente dando o seu melhor? Você realmente está entregando resultados? Você realmente merece essa promoção? Feita essa avaliação, planeje os próximos passos! Comece a gerar mais valor para a sua empresa ou vá buscar outras oportunidades! Planeje-se, prepare-se, faça acontecer!

Pra quem está desempregado ou esperando o concurso público, não desanimem, sejam resilientes!! Preparem-se, invistam no networking, avaliem que habilidades e competências vocês precisam desenvolver para o emprego que vocês querem, estudem, se atualizem, criem as suas oportunidades! Pensem nos planos A, B, C, D, E e por aí vai!

E quando conseguirem um novo emprego continuem se preparando para as próximas oportunidades, se auto avaliando, planejando os próximos passos. Não parem nunca de se desenvolver!

Faz sentido pra vocês?

coaching, Insights, metas, oportunidades, planejamento, reflexões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por Agência BMC